terça-feira, 10 de maio de 2011

Filhotes! Dicas de como cuidar dos gatinhos

Os felinos também têm vez por aqui. Ainda mais quando se trata de filhotinhos.
Durante as primeiras 3 a 4 semanas da vida do recém-nascido, a mãe proporciona as necessidades de aquecimento, nutrição e estimulação. As responsabilidades do proprietário consistem na observação cuidadosa para detectar problemas antes deles se tornarem sérios. 

Alimentaçao :
O gatinho  deve permanecer com a mãe até o desmame. O primeiro alimento que o filhote deve ingerir é o colostro, que está presente no leite materno nas primeiras horas após o parto. O colostro é rico em nutrientes e imunoglobulinas (anticorpos). A partir dos 45 dias deve-se oferecer ração de filhotes até 10 a 12 meses de vida.  O filhote sempre tem uma exigência nutricional maior que o animal adulto, por isso, ração para filhotes: certamente é a melhor opção. Existem muitos tipos (secas ou úmidas), sabores (carne, peixe, frango, carneiro, fígado, etc.) e marcas no mercado. A quantidade de ração a ser dada varia com o peso e a idade do animal. Os fabricantes de ração, na própria embalagem do produto, fazem a recomendação da quantidade ideal. Gatos a partir de 1 ano de idade devem receber ração para gatos adultos: seca ou úmida, 2 vezes ao dia.

O cantinho do gatinho:
Esses locais devem ser de fácil acesso para o animal e para o proprietário, devem ser abrigados da chuva, arejados, limpos e secos. O local de dormir pode ser uma casinha, cesto, almofada ou lençol, onde deve ser mantida uma constante higiene. O animal deve ser ensinado a realizar as suas necessidades em local apropriado.  Os felinos são extremamente limpos e preocupados com a higiene. Além disso, são muito inteligentes, por isso disponibilize uma caixa de areia (bandeja sanitária) que ele tratará de fazer suas necessidades nesse local. Cubra o fundo da caixa com o granulado sanitário. Toda vez que o gatinho fizer coco ou xixi, retire os dejetos e também a porção do granulado que estiver suja. Pelo menos uma vez por semana troque todo o granulado e lave a caixinha.

A hora do banho e escovação dos pelos:
 Em geral o gatinho se limpa sozinho lambem sua pelagem diariamente Os banhos podem ser dados mensalmente, ou de acordo com a necessidade. O primeiro banho do gatinho só deve ser feito após ele ter recebido a última dose de vacina. Antes desse período o que se recomenda é a realização de banhos secos, realizado em locais apropriados e com a orientação de um médico veterinário. Os banhos devem ser realizados no horário mais quente do dia, com água morna. Muito cuidado ao manusear o gatinho durante o banho, para evitar acidentes como arranhões ou mordidas. Delicadeza e carinho são fundamentais. A escovação ajuda retirar pêlos mortos, poeira, e para verificar a presença de parasitas como pulgas e carrapatos. Com hábito de lamber-se, os felinos engolem muitos pêlos mortos. Esses pelos, são muito prejudiciais, pois misturam-se às fezes, podedo formar um fecaloma (bolo de fezes muito duro e ressecado). Habitue seu gato a ser escovado todos os dias.

Vermifugação: 
 A mãe pode transmitir vermes aos filhotes tanto pela placenta como pelo aleitamento (colostro), por esse motivo  vermifugar a fêmea antes do acasalamento é uma medida preventiva para que os filhotes nasçam livres de vermes. Lembrar-se de que a dose é calculada de acordo com o peso do animal.Todos os gatinhos devem ser vermifugados após o nascimento, seguindo o esquema:
30 dias de idade: 1ª dose
45 dias de idade: 2ª dose
60 dias de idade: 3ª dose

Vacinação:
 Em animais saudáveis e vermifugados, após a introdução ao ambiente definitivo e quando já estiver se alimentando normalmente de ração, evitando sempre coincidir com situações de estresse.
PRIMEIRA DOSE 45 a 60 dias: Vacina Múltipla
SEGUNDA DOSE: 30 dias após – Reforço da Vacina Múltipla
TERCEIRA DOSE: 30  dias após – Última dose da vacina Múltipla + Antirábica
Lembrar-se sempre que se deve fazer o reforço anual em dose única.

Cuidados Veterinários: Leve o seu animalzinho a consultas periódicas em um Médico Veterinário de sua confiança e fique atento a alterações como vômito, diarréia, apatia, falta ou excesso de apetite. Lembre-se de, no momento da consulta, passar o maior número de informações possíveis para o veterinário: como está o apetite do seu pet, consistência das fezes, se houve vômito, se está apático ou não, se mudou seu habito, enfim, como seu cãozinho não fala, tente falar por ele.

Castração precoce: Quando a opção é pela não reprodução deve-se instituir a castração precoce das fêmeas a partir do quinto mês de vida, principalmente para  prevenir o tumor de mama e os transtornos do cio. Nos machos tem indicação para prevenir marcação de território com a urina e saídas á rua.


 Carinho:
 É a última e principal dica! Os gatinhos não são brinquedos e devem ser tratados com respeito e carinho. Eles são lindos, engraçados e divertidos, mas também são arteiros dão trabalho. Antes de ter um gatinho pense  nisso tudo.  Ter esses pequeninos junto da gente é incrível então retribua fazendo do dia a dia deles uma vida cheia de carinho e afeto!




Nenhum comentário:

Postar um comentário